NOTÍCIAS

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DA FLAUTA!!

flauta

MANUTENÇÃO PREVENTIVA DA FLAUTA

(indicada também para instrumentos de sopro em geral)

  1. Sempre que a flauta for desmontada e recolocada no estojo deverá ser enxugada com paninho apropriado (fralda). Cuidado especial deve ser dedicado ao secar o bocal, do lado onde se encontra a rolha.
  2. Esse paninho deverá ser mantido fora do estojo, sem contato direto com a flauta, para minimizar a oxidação dos metais.
  3. Mantenha a vareta de limpeza adequadamente alojada em seu local dentro do estojo. Caso não haja local apropriado dentro do estojo, manter a vareta fora do estojo da flauta, de forma a evitar que fique solta e possa causar arranhões ou estragos na flauta e no mecanismo. Jamais a guarde solta dentro do corpo da flauta.
  4. Após o flautista consumir alimentos ou bebidas doces, deverá higienizar a boca (de preferência escovar os dentes) antes de tocar novamente. O açúcar na saliva é enviado para dentro da flauta pelo vapor da respiração, acumulando-se nas sapatilhas e cortiças (rolha do bocal), ocasionando sua deterioração.
  5. A limpeza externa do instrumento deverá ser feita sempre que for guardado por mais de dois dias. Pelo menos de dois em dois dias quando utilizado diariamente. Para isso, deve ser utilizado outro pano (diferente daquele utilizado para enxugar), do tipo microfibra ou flanela comum, sem qualquer tipo de abrasivo (não utilizar flanelas polidoras de pratarias). Este pano, por estar sempre seco, poderá ser guardado junto à flauta, dentro do estojo, desde que seu volume não prejudique o mecanismo da flauta, por exemplo, forçando-o quando o estojo é fechado.
  6. A flanela deverá ser guardada dentro de um saco plástico, de forma a evitar o acúmulo de poeira e detritos que podem causar riscos ou danos à superfície metálica externa do tubo e do mecanismo da flauta quando utilizada para a limpeza.
  7. Ao limpar externamente a flauta, deverá ser observado extremo cuidado para não encostar ou roçar a flanela nas sapatilhas. A flanela, apesar de macia, pode com o tempo fazer com que a pele da sapatilha, que é muito fina, se rompa, o que acarreta vazamentos.
  8. Jamais deixe sua flauta guardada dentro de seu automóvel estacionado. Primeiramente, porque será alvo fácil dos ladrões. Depois, o calor intenso causará deterioração geral das sapatilhas e calços.
  9. Ao estudar ou se apresentar com seu instrumento, lembre-se de manter o estojo fechado. Poeira e sujeira acumulada do ambiente deterioram os calços e também o material metálico do instrumento.
  10. Para manter sua flauta sempre funcionando em perfeitas condições, além das recomendações acima, leve-a ao seu técnico/mecânico de confiança anualmente para revisão, quando é feita a limpeza de todo o instrumento, e a regulagem e lubrificação do mecanismo.

 

Colaboração do Associado

Zevang Éolo
Condomínio Jardim Botânico VI Conjunto G Casa 16
Bairro Jardim Botânico
Cep 71680-369
Brasília DF
zevang@hotmail.com
www.zevangeolo.com.br